ERROS FATAIS DE IMAGEM #11

Quer em trabalho ou a título pessoal, as filas de lojas são sempre óptimos momentos de paragem e de observação do meio envolvente, oferecendo-me, muitas vezes, estes presentes. Verdadeiras pérolas que alimentam esta rubrica. Esta é das melhores imagens que captei até hoje dado que é um seis em um:

1/6- Estamos perante um look totalmente monocromático. Vemos alguém com uma única cor que se desenvolve numa teia de vários tons diferentes (não esquecendo até o cachecol…). Por si só já seria um erro fatal de imagem pois vemos uma mancha ambulante, em que nada se salienta, e que dá a ideia de que a pessoa decidiu vestir tudo o que tinha em casa da mesma cor.

2/6- Sendo este mesma cor a castanha temos um sério problema. Tenho dito ao longo destes últimos anos, quer em processos individuais de Consultoria de Imagem quer em formação, que a mulher portuguesa gosta muito de castanho e tenho lançado uma verdadeira luta contra esta cor. E, porquê? Ora bem, vamos lá falar do seu significado. A cor da terra, dos troncos das árvores, da natureza e de outra coisa, que não vou dizer aqui o nome, “usada em excesso traz autocrítica exagerada, dependência afectiva e isolamento. Absorve a negatividade, mas também a retém”. Exacto, negatividade… É o “não olhem para mim” total. Costumo dizer que “Se Eu mandasse” proibia-a. É uma cor madura, mas também a mais aborrecida e com zero de sofisticação. Símbolo de falta de auto confiança e de conformismo, considero que representa o oposto do preto (a cor da sofisticação, por excelência, e que fica bem a toda a gente). Fazendo parte dos tons terra, acaba por ser uma cor relaxante (até demais…). Boringgggg. É absolutamente de evitar em festas, encontros ou saídas cujo objectivo é supostamente ser divertido e/ou romântico. Se reflectirmos bem não há memória de termos visto alguém num vestido ou look castanho, que tenha ficado na história. Sendo que há peças piores que outras (assim de repente lembro-me logo de collants), o que também observamos nesta pessoa, sendo este o terceiro erro fatal de imagem (3/6).

4/6- Saia de bombazina- “A começar, o tecido por si só nada tem de elegante, pelo contrário. Seja em que tom ou cor for nunca é bonito. Se em beges ou castanhos então é de fugir. Envelhece, a quem o usa, assim uns 10 anos, pois tem um ar pesado e grosseiro, agarrando tudo o que há para agarrar, que anda pelo ar. Depois é aquele material que não beneficia ninguém, pelo contrário. Dá volume, o que é totalmente desnecessário para a maior parte de nós”. Aqui esta em imagem o exemplo (vivo) do texto que tinha escrito aqui.

5/6- Sapatinho vela- “Se Eu mandasse, os sapatos vela juntar-se-iam a uma longa lista de sapatos proibidos para mulheres. Se nos homens ainda são toleráveis, nas mulheres não. São sapatos masculinos que, portanto, de feminino têm zero”. Neste caso é a cereja no topo do bolo (em mau) neste coordenado. 

6/6- Achando que pode, ainda, fortalecer a máxima “castanho all over “, achou por bem comprar mais umas calças, insistindo na mesma dupla e erro– (castanho + bombazina). Se há coisa de que não podemos acusar esta senhora é de falta de coerência.


CONVERSATION

0 comentários:

Enviar um comentário

Back
to top