PRINCÍPIOS DE UM 'WORK WARDROBE'

Vestirmo-nos de acordo com o nosso tipo de corpo, investir em bons sapatos e carteiras, em itens coordenáveis, duradouros e de qualidade são alguns dos princípios que funcionam na perfeição para a construção de um bom roupeiro de trabalho. Mas existe um que, na minha opinião, é o mais importante de todos e que é muitas vezes esquecido nas regras de Consultoria de Imagem- O que sentimos e como nos sentimos antes de sair de casa. Tem tudo a ver com estas duas questões, já que a imagem, que projectamos, funciona como um reflexo do interior.

Outro princípio fundamental é a auto- confiança, que sentimos ou não, e o conforto. Este nunca poderá ser esquecido. Mais que o guarda-roupa básico, e todas as peças que dele fazem parte, o importante é não o vermos como uma máscara mesmo tendo de alterar um pouco o nosso estilo habitual fora do trabalho. Permanecermos autênticos é também um dos princípios imperativos.

Estilo e confiança exigem conhecer-se a si mesmo e usar aquilo que nos faz sentir melhor e este é outro dos princípios poderosíssimos, que funciona quer numa reunião, entrevista ou num qualquer dia de trabalho. Se colocarmos o nosso nível de conforto em primeiro lugar este será traduzido numa confiança não dita.


Como marca, que todos somos, não podemos esquecer que causamos impacto nos outros, em todos os momentos, logo deve ser o mais positivo e autêntico, possível. 

Ph:unsplash-logoAndrej Lišakov

CONVERSATION

0 comentários:

Enviar um comentário

Back
to top