UM "PESADELO" CHAMADO ROUPA-DE-ANDAR-POR-CASA

Nos inúmeros processos de de Consultoria de Imagem, que já fiz, há sempre um “monte” que se destaca (e, não pela positiva) que é a chamada “roupa de andar por casa”. Porque não pela positiva? Passo a explicar, este que é um fenómeno muito comum no género feminino. 

Nesta chamada categoria “roupa de andar por casa” é muito raro encontrar peças bonitas e de todas as vezes não entendo e lanço a mesma questão- Porque é que por estarmos em casa temos de usar roupa que, por inúmeros motivos, não usaríamos na rua? Peças desfiadas, esburacadas, descosturadas, curtas, repletas de borbotos, etc. Não deveria ser, exactamente, o contrário? Este é um tema e mentalidade que há anos tento mudar e fiquei muito feliz quando nas férias li o “«Arrume a Sua Casa, Arrume a Sua Vida» de Marie Kondo e percebi que, segundo a guru japonesa da arrumação, “se a roupa já não serve para ir rua, então não serve para mais nada. Agradece todos os momentos que te proporcionou, o bem que te fez sentir e descarta”. Acrescenta: Escolhe para “Roupa de Casa”, duas peças novas, confortáveis, que te relaxem, que só usarás em casa mas que te farão sorrir e gostar um pouco mais de ti sempre que passares em frente ao espelho". 

É exactamente isto e não poderia concordar mais. Afinal, é dentro de casa que mais convivemos com quem gostamos e que mais nos olhamos ao espelho. Então, porque não ficar confortável e bonita, nem que seja apenas para ficar no sofá? Não só é o melhor princípio como o mais prático pois e se tivermos que ir à rua de repente- mesmo que seja ao lado de casa? Quem nunca foi saiu de casa a pensar “vou assim, mas não vou encontrar ninguém” e aconteceu exactamente o contrário? O que acontece à nossa auto estima nesses momentos? Desaparece… 

Portanto, a roupa de estar ou de usar apenas em casa não é, não deve ser, aquela que queremos descartar do nosso guarda-roupa mas, num acesso de apego decidimos não o fazer. Alguém gosta de ver uma imagem desmazelado? Não pois não? Então essa mensagem deve começar (como em tudo, em nós!). 

A propósito deste tema e falando de Marie Kondo, convido-vos a ler este artigo, que fala deste mesmo assunto, escrito pela Rita, com quem vou estar no próximo dia 12 no Agora Eu! um Workshop que junta as nossas duas áreas.

Estar confortável, sempre (seja na rua ou em casa), mas com classe.

Imagem: Women'secret FW2019/2020

CONVERSATION

0 comentários:

Enviar um comentário

Back
to top