QUANTO CUSTA IR DE FÉRIAS?

O Verão é o momento pelo qual a maior parte de nós anseia durante o ano. Seja pela pausa no trabalho ou nos estudos, este é o período de excelência escolhido para descansar e passar mais tempo entre família e amigos. Por este motivo, o Observador Cetelem Férias inquiriu os portugueses para conhecer as suas intenções de consumo para este período. 

De acordo com os dados recolhidos, a população portuguesa com períodos de descanso entre Julho e Setembro tenciona gastar, em média, 1350€. Contudo, este valor varia consoante o destino. Para os que aproveitam para ficar em casa, o valor despendido deve rondar os 538€; já para os que decidem “ir de férias cá dentro” os gastos rondam os 1142€. Os inquiridos que vão aproveitar o merecido descanso no estrangeiro são os que planeiam gastar mais, cerca de 1903€. 

Numa análise detalhada ao perfil dos inquiridos, é possível concluir que os portugueses com férias neste período, e idades compreendidas entre os 35 e os 44 anos, são os que indicam vir a ter gastos mais elevados, em média 1615€.


Sobre o estudo:
O inquérito quantitativo do Observador Cetelem Férias 2019 foi realizado pela empresa de estudos de mercado Nielsen. Este teve por base uma amostra representativa de 600 indivíduos residentes em Portugal Continental, de ambos os sexos e com idades compreendidas entre os 18 e os 74 anos de idade. A amostra total é representativa da população e está estratificada por distrito, sexo, idade e níveis socioeconómicos e conta com um erro máximo associado de +/- 4.0 pontos percentuais para um intervalo de confiança de 95%. As entrevistas foram realizadas telefonicamente (CATI), com informação recolhida por intermédio de um questionário estruturado de perguntas fechadas. O trabalho de campo foi realizado entre 6 e 16 de maio de 2019. Os dados apresentados no Observador Férias 2019 sobre as intenções de gastos, não podem ser comparados com os anos anteriores por motivos de reformulação nas perguntas e nas escalas utilizadas.

PH:Yoori Koo

CONVERSATION

0 comentários:

Enviar um comentário

Back
to top