'IR' ♥

des·can·so- Acto de descansar; Sossego, Repouso, Folga; Vagar; Pachorra; Pausa; Apoio; Alívio; Sono. 

Se olharmos para a definição toda ela nos remete para outra palavra- Férias- Dos sons mais doces e alegres do nosso dicionário. Termo que automaticamente nos coloca um sorriso no rosto e dos pontos mais altos de cada novo ano. O que é normal se, mais uma vez, lermos a descrição de descanso- Acto de descansar; Sossego, Repouso, Folga; Vagar; Pachorra; Pausa; Apoio; Alívio; Sono

Algo cada mais difícil de conseguir, é certo, mas o simplesmente "ir", não ter horários, fazer apenas o que nos apetece, não ter rotinas (ou ter outras diferentes) desligarmo-nos do mundo, como se não quiséssemos saber do que se passa "lá fora", conseguir sentir esta liberdade, possibilita-nos isto e muito mais. Dá-nos oportunidade de experienciar toda uma série de novas vivências e de estar 24 sob 24h com quem realmente queremos e gostamos (ou pelo menos parte de). Sem pressas, sem horários ou tempo contado. É um simples estar, viver e apreciar cada momento. Pura e simplesmente. Esse “cada momento” que irá ser transformado em recordações, ajuda-nos a seguir em frente e principalmente a regressar e a encarar, novamente, o mundo e a nossa realidade, muitas vezes, de uma forma diferente. 

O chamado offline, o novo luxo do século XXI, é um estado que e falando a título pessoal, tem sido uma aprendizagem. “Em Agosto fazer tudo ao nosso gosto", li algures. O que significa que tentar fazer tudo aquilo que nos faça sentir bem e felizes está (sempre) nas nossas mãos. 

"A vida é o que fazemos dela. As viagens são os viajantes. O que vemos não é o que vemos, senão o que somos."- F. Pessoa ↢

Imagem © Direitos reservados

CONVERSATION

0 comentários:

Enviar um comentário

Back
to top